fbpx

DEPUTADO MERSS COBRA PRESSÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS NO CONGRESSO

Relator da MP269 recebe diretores do Sinagências
29 de janeiro de 2006
EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 8 – 31 DE JANEIRO DE 2006 – ANO II
31 de janeiro de 2006
O relator-geral do Orçamento 2006, deputado Carlito Merss (PT-SC), cobrou hoje uma atuação mais forte dos servidores públicos federais no Congresso a fim de conseguir recursos para o aumento salarial da categoria. Segundo Merss, o momento de fazer isso é agora, quando deputados e senadores estão discutindo a proposta orçamentária.
 
"Não adianta fazer uma greve longa na hora errada, em abril ou maio. Os servidores precisam aprender isso e fazer pressão neste momento. Eles têm que estar aqui, no Congresso", disse o relator-geral, em entrevista coletiva.
 
Merss lembrou a atuação das centrais sindicais, que em agosto do ano passado, quando a proposta do Orçamento foi enviada ao Congresso, iniciaram um movimento pelos reajustes do salário mínimo e da tabela do Imposto de Renda (IR). Na semana passada, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou o novo mínimo de R$ 350 e o reajuste da tabela do IR em 8%. "As centrais fizeram certo", avaliou o relator-geral.
 
A proposta orçamentária deste ano já separou R$ 1,5 bilhão para o reajuste do funcionalismo. O Executivo quer mais R$ 3,5 bilhões, dinheiro considerado necessário para zerar as perdas salariais dos servidores federais no governo Lula.
 
Fonte: Agência Câmara (Tempo Real)

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato