fbpx

SINDICATO NACIONAL CONFIRMA TRÉGUA NA GREVE DA ANVISA

TRÉGUA PARA LIBERAR MERCADORIAS
28 de abril de 2006
ANVISA ENVIA FORÇA-TAREFA PARA RIO DE JANEIRO E SÃO PAULO
29 de abril de 2006
Dos 129 postos mantidos por servidores sob a liderança do Sinagências, 15 ainda estão paralisados
 
Leonencio Nossa
 
BRASÍLIA – Os dirigentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e os representantes dos servidores formalizaram uma trégua na greve, que durava mais de 60 dias, até o próximo dia 8. Pelo levantamento feito pelo Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Reguladoras (Sinagências), que controla a maioria da categoria, 98% dos funcionários do órgão retornaram ao trabalho. "Se o governo não conceder a equiparação salarial entre servidores antigos e novos vamos voltar a fazer greve", afirmou o presidente do Sinagências, João Maria Medeiros.
 
Ele ressaltou que o movimento encerrado nesta sexta-feira não atingiu postos importantes da Anvisa, como os instalados no Porto de Paranaguá, em Foz do Iguaçu e em Uruguaiana. "Espero que o governo dê rapidez ao processo de negociação, para que uma nova greve não tenha impacto no Mercosul", salientou. Os três postos citados têm ligação com os países vizinhos do Cone Sul. A Anvisa conta com 144 postos de fiscalização.
 
Dos 129 mantidos por servidores sob a liderança do Sinagências, 15 ainda estão paralisados. "Praticamente, já não existe mais greve na Anvisa", avaliou o sindicalista João Maria Medeiros. O gerente-geral da área de Vigilância Sanitária de Portos Aeroportos e Fronteiras, Paulo Ricardo Santos Nunes, por sua vez, disse que o diálogo está aberto. Nunes não estimou quanto o governo pode gastar na equiparação de salários, principal reivindicação dos sindicalistas. Ele disse que a força-tarefa montada para desbloquear produtos retidos em Santos vai agir independentemente dos debates com os sindicalistas. Nas contas do Sinagências, 550 servidores precisam receber aumento de salário.
 
Fonte: O Estadão

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato