fbpx

SENADO APROVA NOME DE NOVO DIRETOR DA ANP

ANP VAI INVESTIR POR ANO R$ 200 MILHÕES EM PESQUISA
24 de maio de 2006
Sinagências recebe proposta do Governo e agenda reunião de negociação
24 de maio de 2006
Antes da votação que aprovou seu nome, ontem (23/5), por unanimidade, para integrar a diretoria da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o engenheiro mecânico Nelson Narciso Filho defendeu, na Comissão de Serviços de Infra-Estrutura (CI) do Senado Federal, a necessidade de o país atingir rapidamente a auto-suficiência energética. Por "responsabilidade cívica", segundo ele, o Brasil precisa reduzir a crescente dependência brasileira em relação ao gás natural importado, com o envolvimento de parceiros nacionais e internacionais nesse esforço estratégico.
 
– Um país com quase 200 milhões de habitantes e economia tão complexa não pode ficar submetido a alternativas fragilizadoras e ameaçadoras de nossa auto-suficiência – disse, ontem, durante a sabatina, referindo-se à decisão da Bolívia de nacionalizar as reservas de petróleo e de gás natural, afetando as operações da Petrobras naquele país.
 
Narciso Filho – que ainda terá seu nome submetido à apreciação do Plenário – é pós-graduado em Administração Industrial e Engenharia Econômica, tem uma carreira de 29 anos no setor privado, em empresas com atividades operacionais e de fabricação e instalação de equipamentos no setor de exploração e produção de petróleo, e foi um dos diretores da estatal angolana do setor petrolífero, a Halliburton Angola. A matéria foi relatada pelo senador Luiz Otávio (PMDB-PA) e apresentada na reunião por Roberto Saturnino (PT-RJ).
 
O indicado citou como boa iniciativa a decisão da ANP de estimular no país um segmento de exploração centrado em pequenas e médias empresas, e também destacou como uma conquista do país o avanço na área dos biocombustíveis, para a qual ele pede mais estímulos.
 
Fonte: Agência Senado.

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato