fbpx

GREVE DA ANVISA PREJUDICA COMÉRCIO EXTERIOR, ALERTA EMPRESÁRIO

GREVE GERA PREJUÍZOS DE US$ 50 MIL/DIA
1 de abril de 2006
BREVE RELATO DO PRIMEIRO ENCONTRO COM REPRESENTANTES DO GOVERNO PARA NEGOCIAR AS REIVINDICAÇÕES DA GREVE
1 de abril de 2006
RIO – O diretor-geral da CMA CGM do Brasil, Nelson Carlini, uma das três maiores transportadoras de contêineres do mundo, com faturamento de 5 bilhões de euros por ano, criticou nesta sexta-feira a paralisação dos servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ele disse temer que uma paralisação prolongada possa comprometer os resultados do comércio exterior previstos para este ano.
 
– A greve é inconcebível, sobretudo em se tratando de uma agência reguladora, que deve ter por princípio a otimização do setor objeto de sua regulação – reclamou.
 
Na opinião do diretor da CMA CGM, os fiscais poderiam interromper suas atividades, desde que liberassem a operação portuária, permitindo a entrada e saída dos navios.
 
– Não bastassem todos os problemas do país relacionados à falta de eficiência nos setores de transporte, logística e infra-estrutura, o que compromete nossa competitividade, exportadores, empresas de navegação e operadores portuários são obrigados a enfrentar agora um obstáculo adicional, representado por essa greve – acentuou.
 
31/03/2006 – 16h08m

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato