fbpx

ANP CONFIRMA QUE HÁ PETRÓLEO NO MAR DA PARAÍBA

CONVITE PARA REUNIÃO COM SERVIDORES DA ANTT EM SALVADOR
12 de março de 2007
CONVITE PARA REUNIÃO COM SERVIDORES DA ANVISA EM ILHÉUS
13 de março de 2007
O mar da Paraíba tem petróleo em abundância. A boa notícia foi confirmada e repassada ontem pelo diretor-geral da Agência Nacional de Petróleo (ANP), Haroldo Lima, ao governador Cássio Cunha Lima (PSDB). Ele participou de uma reunião ontem na sede do órgão, no Rio de Janeiro, juntamente com o senador Cícero Lucena (PSDB) e os secretários Inaldo Leitão (Escritório de Representação) e Franklin Araújo (Planejamento). Segundo informou o diretor-geral da ANP, foi realizado um estudo aprofundado da bacia de petróleo no Estado, onde se confirmou a grande quantidade do mineral.
 
De acordo com o senador Cícero Lucena, a ANP já teria aprovado o processo de exploração do petróleo no mar da Paraíba, mais precisamente no litoral de João Pessoa. O próximo passo é submeter à intenção de explorar o petróleo no Estado ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE). Caso seja positivo, a ANP dará início ao processo de licitação. “A exploração do petróleo pode mudar os rumos da economia em nosso Estado”, ressaltou o senador paraibano.
 
A reunião do Conselho está prevista para acontecer no dia 15 deste mês e a expectativa é de que a exploração seja aprovada. “Os estudos técnicos apresentados demonstram a viabilidade, o que nos deixa bastante animados com a possibilidade de continuarmos avançando em busca do desenvolvimento econômico do Estado”, disse.
 
No começo desta semana, o senador Cícero Lucena encaminhou um requerimento à Mesa Diretora do Senado, solicitando informações da Agência Nacional de Petróleo a respeito dos motivos da não inclusão de áreas localizadas na Paraíba, em especial na Bacia de Sousa, na oitava rodada de licitações para a concessão de blocos para as atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural. No documento, ele questionava se o Estado seria incluído nas próximas licitações.
 
O diretor-geral da ANP, Haroldo Lima, informou que, com relação à Bacia do Rio do Peixe, em Sousa, foi feito um estudo geofísico (mais superficial), mas que será preciso perfurar um poço mais profundo para saber qual a vazão de petróleo na área. Esse poço deve ser perfurado ainda este ano e vai custar aos cofres da ANP R$ 2 milhões.
 
Pernambuco- Paraíba
 
A bacia Pernambuco–Paraíba foi incluída pela ANP nos estudos para participar 9ª rodada de licitações de blocos para exploração e produção de petróleo e gás natural, que será realizada ainda este ano. Os estudos para definir os blocos que participarão da rodada de licitações já foram iniciados. Esta edição, de acordo com a Agência, manterá o modelo adotado anteriormente, com a oferta de blocos em setores de elevado potencial, de novas fronteiras e em bacias maduras.
 
A seleção das áreas que serão incluídas na rodada será feita pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), a partir dos estudos apresentados pela ANP. A abertura dos estudos atende à Resolução nº. 5 do CNPE, publicada em 31 de janeiro de 2007, no Diário Oficial da União.
 

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato