FONACATE – Entidades afiliadas definem estratégias em apoio às emendas à Reforma da Previdência  

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

 

O Fonacate, o qual integra o Sinagências, juntamente com outras 30 entidades filiadas, definiram em Assembleia realizada nesta semana (07.05)  algumas estratégias em apoio às emendas propostas pelo Fórum, ao PL 06/2019 da Reforma da Previdência, que tramita no Congresso Nacional.

No final de abril, as sugestões ao projeto de lei  foram debatidas e votadas pelo Fórum, a partir das demandas e sugestões de suas respectivas bases.

São  ao todo 10 emendas, sendo que sete já foram autenticadas pelos deputados federais Valtenir Pereira (MDB – MT), Professor Israel Batista (PV – DF), Léo Moraes (PODE – RO), André Figueiredo (PDT-CE) e Lincoln Portela (PR – MG).

Uma das ações será o fortalecimento das articulações e o ‘corpo a corpo’ das afiliadas no Congresso Nacional, em agendas institucionais e no sentido de esclarecer  sobre o texto, afim de aumentar  e conseguir a contribuição dos parlamentares nas  assinaturas em  apoio às emendas subscritas pelo Fórum.

Ainda o monitoramento e acompanhamento dos debates das Audiências Públicas que estão ocorrendo na Comissão Mista que analisa a matéria e a participação em uma delas para debater sobre a Reforma. 

Representando o Sinagências na reunião, o Diretor de Políticas Públicas em Regulação do Sinagências, Luís Bernardo Delgado Bieber, falou sobre a relevância dos  deputados apoiarem as emendas que Fonacate defende.

“Isso é importante porque faz com que conteúdo alternativo das emendas seja considerado pelo relator na hora da apresentação.”, afirmou. 

Emendas –   As emendas do Fonacate que o Sinagências subscreve podem ser acessadas aqui  

O texto trata sobre os seguintes temas: idades Mínimas/Aumento da expectativa de vida/Desconstitucionalização/Entidade privada de previdência/Equilíbrio; Diversidade da base de financiamento/Outra forma de proteção; Invalidez permanente; Pensão por morte + acúmulo de benefícios; Capitalização; Abono; Militares; Alíquotas ordinárias e extraordinárias; Transição regime próprio pedágio de 17% sobre tempo contribuição que faltar; Migração para o RPC; Ação coletiva por associação de classe.

Fonte : Ascom/Sinagências

 

Share.

Comentários desabilitados.

Entre em contato