fbpx

SindSaúde do Paraná repudia acordo fura greve do governo Richa com a Anvisa e Governo Federal

Ato Público no Aeroporto de Congonhas/SP contou com grande número de servidores
29 de julho de 2012
Nota dos servidores da Anvisa aponta alto risco à saúde pública
30 de julho de 2012

SindSaúde repudia acordo do governo Richa para furar greve

Nem bem secou a tinta do decreto assinado pelo governo federal para furar a greve dos servidores da União, e o Paraná foi o primeiro a firmar termo de cooperação técnica com o governo Dilma. Na última quarta-feira, 25/7, a presidente baixou decreto autorizando a substituição de funcionários federais em greve pelos funcionários estaduais ou municipais.

O estranho é que esse procedimento vem de um governo que pertence a um partido que se diz dos trabalhadores, que nasceu no berço do novo sindicalismo do ABC paulista, se criou em meio às greves e sempre defendeu o movimento paredista como instrumento de luta.

O governo Beto Richa e o secretário Michele Caputo aproveitam a onda antissindical e de pronto oferecem ajuda ao governo federal. Parece que o governador esqueceu que, desde 1998, as equipes da Vigilância Sanitária da Sesa estão incompletas e comete um erro político grave, que revela o vale-tudo contra os trabalhadores.

Conselho Estadual – O SindSaúde protestou contra a atitude da presidente Dilma Rousseff. Para o sindicato, essa ação não ajuda em nada. Ao contrário, aumenta a tensão entre os grevistas. A direção sindical reitera solidariedade aos servidores federais em greve e lamenta que o governo estadual fure a greve, mesmo sabendo das dificuldades dos trabalhadores da Vigilância.

O SindSaúde repudia tanto o decreto de Dilma quanto o termo de cooperação assinado pelo secretário Caputo e pelo vice-governador Flávio Arns.

Fonte: SindSaúde – Paraná

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato