fbpx

Reajuste nas Agências Reguladoras divide os servidores

Sinagências e Fenasps protocolam ofício ao Secretário de Recursos Humanos do MPOG
25 de junho de 2008
Servidores de agências reguladoras querem elevar salários para até R$ 18 mil
25 de junho de 2008

O diretor de Comunicação do Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (Sinagências), Nei Jobson Carneiro, informou que apenas os servidores de nível superior, que representam 40% dos 5.500 funcionários dos órgãos reguladores, aceitaram a proposta do governo de aumento de salários entre 30% e 40%. Os servidores de nível médio e os funcionários antigos, que pertenciam a órgãos que deram origem às agências, rejeitaram a proposta, segundo ele, e esperam uma resposta do governo até sexta-feira. Caso contrário, ameaçam entrar em greve na segunda-feira.

Os servidores de nível médio e os antigos funcionários querem que suas carreiras sejam consideradas típicas de Estado e seus salários equiparados aos dos funcionários do mesmo nível da Receita Federal e do Banco Central. A decisão foi tomada em assembléia realizada hoje em Brasília e, de acordo com o diretor do Sineagências, foi a mesma tomada em outras 15 assembléias estaduais.

Para os cargos de nível superior, que hoje têm salários variando de R$ 5 mil a R$ 9 mil, os servidores queriam uma remuneração entre R$ 12,9 e 18,4 mil, mas aceitaram a proposta do governo de salários, até 2010, de cerca de R$ 10 mil, no início de carreira, e R$ 15 mil, no fim da carreira. Para o nível médio, a reivindicação é de salários entre R$ 6 mil e R$ 9 mil, contra uma proposta do governo de R$ 3,8 mil a R$ 6 mil para início e final de carreira. Os salários atuais variam de R$ 2,9 mil a R$ 4,5 mil.

Fonte: A Tarde Online

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato