fbpx

PRESIDÊNCIA DA ANATEL SERÁ DEFINIDA LOGO, DIZ RENAN

ANVISA REGULAMENTA BANCOS DE FERTILIZAÇÃO HUMANA
21 de fevereiro de 2006
GOVERNO ADIA FIM DA TARIFA TELEFÔNICA POR PULSOS
22 de fevereiro de 2006
O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), acredita que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva queira dar agilidade ao processo de indicação de diretores das agências reguladoras, inclusive para a presidência da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). "O presidente tem demonstrado nas nossas conversas que está pensando em agilizar não só esse processo (da Anatel) como também os demais", afirmou o senador na assinatura de convênio entre o Ministério das Comunicações e a prefeitura de Maceió para a instalação de 35 telecentros na capital de Alagoas.
 
Desde 3 de novembro do ano passado, quando terminou o mandato de Elifas Gurgel do Amaral, a presidência da Anatel vem sendo ocupada interinamente pelo vice-presidente da Agência, Plínio de Aguiar Júnior. No fim do ano estava praticamente certa a indicação do atual presidente da Fundação Nacional da Saúde (Funasa), Paulo Lustosa, para o comando do órgão regulador, o que acabou não ocorrendo. Ele era indicação do próprio Renan e do senador José Sarney (PMDB-AP). Mas a forte oposição do ministro das Comunicações, Hélio Costa, ao nome de Lustosa freou o processo.
 
Renan procurou desconversar sobre a indicação de Lustosa e disse que a escolha de um diretor para um órgão regulador precisa ser "responsavelmente conduzida" porque é um assunto que diz respeito ao futuro do Brasil. Também estão abertas duas vagas de diretor na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
 
Fonte: Agência Estado

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato