fbpx

CUT reforça necessidade de pressão contra política de austeridade do Governo

Planejamento autoriza concurso para Agência Nacional de Petróleo- ANP
24 de abril de 2012
Presidente Dilma Rousseff deve vetar três pontos do Funpresp
24 de abril de 2012

A Central Única dos Trabalhadores – CUT, reforça a convocação da maioria das Entidades Sindicais Nacionais de Servidores Públicos Federais, para UM DIA NACIONAL DE LUTA COM PARALISAÇÃO – na próxima quarta-feira, dia 25 de abril, mais uma atividade do processo de mobilização dos servidores públicos federais nesta campanha salarial de 2012.

A CUT comunga com a análise e posição das entidades nacionais de servidores públicos federais sobre a necessidade de um efetivo processo de mobilização da categoria, para politicamente dizer para o governo que não aceitaremos a política de austeridade para os serviços e servidores públicos, com uma política orçamentária que prioriza a remuneração do capital financeiro através das altas taxas de juros e de “concessões” aos empresários, através das políticas de isenções fiscais, que já somam aproximadamente R$ 155 bilhões nos anos de 2011 e 2012. Neste mesmo período já foram retirados das áreas sociais aproximadamente R$ 105 bilhões através das políticas de cortes no orçamento.

Já no segundo ano de Governo Dilma, os servidores públicos federais continuam amargando, até agora, um verdadeiro descaso com a pauta dos servidores praticamente sem nenhum avanço nos processo de negociação nestes últimos dois anos, com o argumento que vivemos um momento em ambiente de restrição fiscal, em razão da crise financeira que assola o mundo.

Os servidores públicos federais não aceitam esta postura do Governo, até porque o discurso da austeridade fiscal só existe quando o diálogo é com os trabalhadores e trabalhadoras do serviço público. Mesmo obtendo recordes de arrecadação a cada mês, aprofunda-se a “crise” nos serviços públicos, onde a população reclama a cada dia por melhores serviços públicos nas áreas de saúde, educação, segurança, entre outras.

É diante desta realidade, que os servidores públicos federais estarão nas ruas no dia 25 de abril próximo, denunciando essas políticas danosas aos serviços e servidores públicos e reivindicando o imediato atendimento do eixo da Campanha Salarial dos Servidores Públicos Federais/2012:

– Política Salarial permanente com reposição inflacionária, valorização do salário base e incorporação das grartificações;
– Cumprimento por parte do governo dos acordos e protocolos de intenções firmados;
– Reajuste dos benefícios;
– Paridade e integralidade entre ativos, aposentados e pensionistas;
– Definição de data base;
– Contra qualquer Reforma que retire direito dos trabalhadores;
– Retirada dos PLP`s, MP`s, Decretos contrários aos interesses dos servidores.

A CUT ratifica a necessidade urgente da Regulamentação da Convenção 151 da OIT, para tenhamos enfim um espaço institucional efetivo e saudável de negociação entre o Governo e os Trabalhadores do serviço público.

DIA 25 DE ABRIL, MOSTRAREMOS A NOSSA FORÇA!

SOMOS FORTES, SOMOS CUT!

Fonte: CUT Nacional

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato