fbpx

ANVISA ALTERA VACINAÇÃO PARA TURISTAS INTERNACIONAIS

ANEEL NOMEIA NOVE CANDIDATOS APROVADOS EM CONCURSO PÚBLICO
1 de junho de 2007
GOVERNO CONCORDA EM DISCUTIR DIREITO DE GREVE COM SINDICATOS
1 de junho de 2007
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) atualizou a lista com as áreas internacionais de risco para transmissão da febre amarela a turistas internacionais. A medida foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (29). A nova resolução derrubou a exigência da vacinação para viajantes com escala ou conexão em áreas endêmicas.
 
Segundo informações da Anvisa, a partir de agora, apenas os viajantes que são procedentes dessas áreas de risco precisam ter o registro da vacina contra febre amarela no Certificado Internacional de Vacinação. Ao todo, são 44 países da América do Sul e da África.
 
As áreas de risco são aquelas onde a doença foi notificada atualmente ou no passado e há presença de vetores e reservatórios animais da doença.
 
A nova resolução está em conformidade com o Regulamento Sanitário Internacional e com acordos do Mercosul. Mais de 120 países exigem a apresentação do Certificado para entrada em seu território, entre eles o Brasil.
 
A doença
 
A febre amarela é transmitida pela picada dos mosquitos transmissores infectados. A única forma de evitar a doença é com a vacinação. A vacina é gratuita e está disponível nos postos de saúde e nos postos de vacinação da Anvisa, em qualquer época do ano. Ela deve ser aplicada dez dias antes da viagem para as áreas de risco de transmissão da doença.
 
Veja a lista de áreas internacionais com risco de transmissão da febre amarela divulgada pela Organização Mundial da Saúde (OMS):
 
1. Angola;
2. Benin;
3. Bolívia;
4. Brasil;
5. Burkina Faso;
6. Burundi;
7. Camarões;
8. Chad;
9. Colômbia;
10. Congo;
11. Costa do Marfim;
12. Equador;
13. Etiópia;
14. Gabão;
15. Gâmbia;
16. Ghana;
17. Guiana Francesa;
18. Guiana;
19. Guiné Bissau;
20. Guiné Equatorial;
21. Guiné;
22. Libéria;
23. Mali;
24. Mauritânia
25. Níger;
26. Nigéria;
27. Panamá;
28. Peru;
29. Quênia;
30. República Centroafricana;
31. Republica Democrática do Congo;
32. República Unida da Tanzânia;
33. Ruanda;
34. São Tomé e Príncipe;
35. São Vicente e Granadinas;
36. Senegal;
37. Serra Leoa;
38. Somália;
39. Sudão;
40. Suriname;
41. Togo;
42. Trinidad e Tobago;
43. Uganda;
44. Venezuela.
Fonte: G1

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato