fbpx

ANCINE REGULAMENTA ART. 1º-A DA LEI DO AUDIOVISUAL

DIVULGADOS OS GABARITOS DAS PROVAS DO II CONCURSO PÚBLICO DA ANS
21 de março de 2007
CONVITE PARA REUNIÃO COM SERVIDORES DA ANAC NO RIO DE JANEIRO
22 de março de 2007
A Ancine tornou pública a regulamentação do art. 1º-A, novo mecanismo de fomento à produção audiovisual introduzido na Lei nº. 8.685/93 (Lei do Audiovisual) pela Lei nº. 11.437/06. A Instrução Normativa nº 59 altera e introduz o mecanismo do art. 1º-A nos dispositivos da Instrução Normativa nº 22, de 30 de dezembro de 2003.
 
De acordo com a norma legal, é possível captar recursos incentivados por meio do art. 1º-A para a produção de obras audiovisuais brasileiras de produção independente nos seguintes formatos: longa, média e curta-metragem; telefilme; minissérie; obra seriada; e programa para televisão de caráter educativo e cultural.
 
A Instrução Normativa nº59 estabelece ainda que o limite máximo de aporte de recursos por projeto para os incentivos previstos nos artigos 1º e 1º-A da Lei nº 8.685/93, somados, é de R$ 4.000.000,00.
 
Em relação ao agenciamento de projetos, fica instituído o limite máximo de 10% (dez por cento) do valor autorizado para captação de recursos incentivados, para os projetos a serem autorizados pelos mecanismos previstos na Lei nº 8.313/91 e no art. 1º-A da Lei nº 8.685/93.
 
No que diz respeito à taxa de remuneração dos serviços de gerenciamento e execução do respectivo projeto, por empresas produtoras cinematográficas brasileiras, fica instituído o montante máximo de 10% (dez por cento) do total aprovado, na forma do art. 12, da Lei n° 11.437/2006.
 
Fonte: Ancine

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato