fbpx

Atuação da ANA no “Projeto Monitoramento COVID Esgotos” uma das maiores iniciativas brasileiras no enfrentamento do novo Coronavírus

ANAC – Abertas inscrições para o prêmio InovANAC Security 2021
16 de agosto de 2021
Saiba o que é e como solicitar o Certificado Internacional de Vacinação (CIV)
17 de agosto de 2021

O monitoramento de algumas capitais foi importante para definir quais Estados estavam em situação de alerta, com maiores índices de infectados.

A Rede de Monitoramento COVID Esgotos, tem o objetivo de monitorar o novo coronavírus e para isso são utilizadas amostras de esgoto coletadas em diferentes esgotamentos sanitários. As cidades de Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife e Rio de Janeiro passaram por esse mapeamento, e através de todos os testes foram identificadas maior carga do Coronavírus no esgoto de Belo Horizonte, o que pode direcionar a adoção de medidas para conscientizar a população.

A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) tem importante papel nesse projeto, através de monitoramento, gerenciamento e planejamento de recursos hídricos. Através de testes nas águas e esgotos foi possível entender a dinâmica da movimentação do vírus nas cidades. Assim, eles criaram avisos para aquelas com maiores índices de infecção na tentativa de evitar novas ondas de contágio, para diminuir o número de pessoas infectadas.

A ANA também emite e fiscaliza o cumprimento de normas, em especial as outorgas em corpos d’água de domínio da União, além das interestaduais, transfronteiriças e reservatórios federais.

Também é a responsável pela fiscalização da segurança de barragens de usos múltiplos das águas. Desde o início do projeto é possível acompanhar os boletins que a agência divulga, com a finalidade de atualizar a sociedade sobre as novidades do projeto.

Veja o último boletim publicado.

Fonte: COM/ANA

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp chat