fbpx
Sinagências obtém vitória na defesa de servidores da ANAC
12 de novembro de 2020
Filiados do Sinagências ganham  em 1º instância restabelecimento de adicional de insalubridade
19 de novembro de 2020

O presidente do Sinagências, Cleber Ferreira e o diretor financeiro, Wagner Dias realizaram agenda institucional, na tarde desta quinta-feira (19/11), com a deputada federal Érika Kokay (PT/DF). O encontro ocorreu de modo virtual e na agenda feita, a PEC 32/2020 (Reforma Administrativa), assim como a mobilização de outros parlamentares pela regulamentação das carreiras das Agências como carreiras típicas de estado foram os assuntos tratados.

A agenda institucional faz parte do ciclo de reuniões com a Bancada do Distrito Federal, em busca de apoio parlamentar pelos pleitos dos servidores das Agências. Já foram realizadas reuniões com o deputado federal Julio Cesar Ribeiro, do Republicanos (autor da PEC protocolada na Câmara pela regulamentação das carreiras típicas de estado), e com a deputada federal Bia Kicis, do PSL. Os encontros são realizados conforme agenda dos parlamentares.

A transformação do quadro específico em quadro efetivo, a possibilidade de todos os quadros estarem na mesma tabela e todas as carreiras da regulação terem a mesma tabela de todas as carreiras típicas de estado foi enfaticamente defendido.  A parlamentar declarou que é favorável que os servidores das Agências Reguladoras sejam reconhecidos constitucionalmente como carreiras típicas de estado, pois entende que as atribuições regulatórias das Agências são exclusivas do Estado.

O apoio da bancada a possíveis emendas ao texto da PEC 32 visando a garantia deste e de outros pleitos da categoria, como exercício de outra atividade econômica e da tabela única, também foram tratados. Ao final, após ter melhor conhecimento do projeto, a parlamentar reiterou apoio em defesa da regulamentação, e novas agendas serão realizadas.

O Sinagências dialoga com todas as lideranças e forças dos três poderes, com autonomia, independente das circunstâncias do jogo político, sempre em defesa dos servidores da regulação, de todos os quadros.

Fonte: Ascom/Sinagências

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato