fbpx

SENADO – Comissão de Infraestrutura sabatina Davi Ferreira Gomes Barreto para direção da ANTT

Decisão do STF desobriga Estado de fornecer medicamento sem registro na Anvisa
23 de maio de 2019
REGULAÇÃO – Governo, parlamentares e servidores públicos debaterão conjuntura das Agências Nacionais de Regulação
27 de maio de 2019

 

 

Nesta terça-feira (28),  a partir das 11 horas, os membros senadores da Comissão de Servidos de Infraestrutura (CI) do Senado Federal vão sabatinar o engenheiro, Davi Ferreira Gomes Barreto indicado para exercer o cargo de diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

No dia 2 de março, o presidente Jair Bolsonaro encaminhou a indicação de Barreto ao Senado. Confirmada a sua nomeação no Congresso, ele será escolhido para presidir a ANTT.  A indicação  é de relatoria do senador Jayme Campos (DEM-MT).

Barreto é graduado em Engenharia Eletrônica pelo ITA e mestre em Regulação pela Universidade de Brasília  (UNB). Exerceu o cargo de auditor federal do TCU entre 2008 e 2017, atuando em auditorias sobre regulação de infraestrutura, concessões, gestão fiscal, planejamento e orçamento governamental.

Para assumir o posto em Brasília, Davi Barreto deixará o cargo de conselheiro substituto que ocupa atualmente no Tribunal de Contas do Estado do Ceará, onde também tinha assumido o papel de ouvidor da Corte de Contas para 2018 e 2019.

A sabatina terá transmissão ao vivo pelo portal e-cidadania, e inciará logo no início da reunião. Para acompanhar acesse o link: https://www12.senado.leg.br/ecidadania 

SABATINA  – A avaliação do indicado pela Comissão é feita em duas etapas. A primeira consiste na apresentação do parecer do relator sobre o indicado. Nessa fase, em que não é exigida a presença do candidato ao cargo, o relator pode discutir com os membros da comissão o conteúdo das questões que serão formuladas na sabatina. Após essa primeira fase, é concedida automaticamente vista coletiva da indicação aos senadores por, no máximo, duas sessões. Na segunda etapa, a autoridade é submetida à arguição dos membros da CI para, em seguida, ser votado o parecer do relator. Aprovada na CI, a indicação é, então, submetida ao Plenário do Senado.

Fonte : Ascom/Sinagências com informações agência senado

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato