quinta-feira, março 21

Diretor-Geral da Aneel, André Pepitone da Nóbrega, se filia ao Sinagências

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

No dia em que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) comemora seu 21º aniversário desde o decreto LEI Nº 9.427 , o Sinagências além de parabenizar todos os servidores e filiados que fazem a história da Aneel, sente-se também honrado  em  informar, que o Diretor-Geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone da Nóbrega se filiou ao Sindicato na noite de sexta-feira (21), durante a confraternização de final de ano realizada pela entidade com os servidores, filiados e convidados em Brasília.

Pepitone é especialista em regulação e desde 15 de agosto foi empossado para diretor-geral do colegiado da Agência. A filiação de Pepitone se deu pelo seu reconhecimento em relação às atuais posturas e ações institucionais da gestão diretiva do Sindicato. O diretor-geral e novo filiado ainda falou da importância da transparência na gestão e das agendas institucionais que a entidade, em parceria com as direções das Agências, tem buscado junto ao legislativo e executivo, a fim de dar luz ao debate sobre a importância da regulação para a sociedade e ao novo governo que tomará posse no próximo dia 1º de janeiro.

“Minha filiação é um sinal de apoio ao trabalho que tem sido feito por toda essa nova diretoria do Sinagências. Reconheço o trabalho importante de articulação no Congresso Nacional levando os pleitos dos servidores da classe reguladora, uma classe que precisa estar unida em prol da defesa de investimentos em infraestrutura no país, pois somente com uma regulação séria, efetiva, fiscalização que garanta a qualidade dos serviços conseguiremos avançar no segmento”, também destacou em sua fala, o diretor-geral da Aneel.

Pepitone ainda este ano recebeu em agenda institucional os membros da diretoria executiva nacional do Sinagências, na ocasião, além de ser parabenizado pela recém nomeação, também declarou apoio a ‘Campanha Ciclo de Gestão Já’ e se colocou à disposição para atuar como parceiro ao pleito.

Segundo o diretor geral “a alteração do patamar remuneratório das carreiras de regulação para o mesmo patamar do Ciclo de Gestão, a exemplo do que já ocorre em entes reguladores lato sensu como o Banco Central, que integra a pauta de reivindicações do sindicato, é um pleito justo e necessário para manter atrativa a carreira aos quadros de excelência que a compõem”

Por fim  se colocou à disposição para atuar como um parceiro do Sinagências nessa e em outras bandeiras legítimas que a entidade tem defendido em prol da carreira e reiterou que as portas de seu gabinete estarão sempre abertas  para receber as justas reivindicações dos  servidores.

Fonte : Ascom/Sinagências

 

Share.

Comentários desabilitados.