Sinagências presente na posse da nova procuradora do MPT/DF-TO

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (Sinagências), representado pelo diretor financeiro da entidade, Wagner Dias compareceu à posse da nova procuradora do Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal e no Tocantins (MPT-DF/TO), Valesca de Morais do Monte.

A solenidade ocorreu no início do mês (01/10) e reuniu procuradores, subprocuradores, servidores, representantes da magistratura, instituições e da sociedade civil.

Entre as autoridades que compuseram à mesa estavam o procurador-geral do trabalho, Alberto bastos Balazeiro; o vice-presidente do Tribunal Regional do Trabalho da Décima Região, desembargador Brasilino Santos Ramos; o diretor do escritório da Organização Internacional do Trabalho no Brasil, Martin Hahn e a Secretária Executiva do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, Isa Maria de Oliveira.

Na ocasião, a chefe do MPT-DF/TO, que ficará à frente da instituição no biênio 2019-2021, afirmou ter plena consciência dos problemas que afetam o mundo do trabalho. “Em tempos de precarização das relações de trabalho, os procuradores e procuradoras travam suas batalhas sensibilizados para combater qualquer forma de discriminação, sujeição ou exploração entre homens e mulheres de todas as origens, raça, idade, credo, condição e opção sexual. As lutas diárias de um membro do Ministério Público do Trabalho têm fundamento na defesa da nossa Constituição”, declarou Valesca do Monte.

Tragetória –  A procuradora Valesca de Morais é formada em Direito pela Universidade de Brasília (UnB), com pós-graduação em Direito Processual, também pela UnB, além de ser mestranda em Direito pela Universidade Católica de Brasília em convênio com a Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU). Ela ingressou no MPT após ser aprovada no 9º Concurso de Procuradores do Trabalho. Coordenou o Fórum do Distrito Federal de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, o Fórum de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos do Distrito Federal e foi coordenadora nacional da Coordinfância do MPT. Também foi membra auxiliar da Comissão da Infância do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

FONTE : ASCOM SINAGÊNCIAS

Share.

Comentários desabilitados.