fbpx

DIRETORA DA ANAC TERÁ QUE DEPOR NA CPI DO APAGÃO

Sinagências denuncia irregularidades na transformação de Cargos Comissionados Técnicos (CCTs)
12 de agosto de 2007
AGÊNCIA FISCALIZA, QUEM FAZ POLÍTICA ADMINISTRATIVA É MINISTÉRIO, DIZ DILMA
13 de agosto de 2007
Depois de derrubarem a convocação de dois diretores da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), na semana passada, os governistas da CPI do Apagão Aéreo da Câmara terão atitude oposta em relação à diretora da agência Denise Abreu. Os deputados vão aprovar, na quarta-feira, a convocação da diretora. Denise já está convocada para depor na CPI do Senado, na quinta-feira. O mais provável é que preste dois depoimentos no mesmo dia.
 
A gota d’água para a convocação de Denise à CPI da Câmara foi mais uma suspeita de uso inadequado do cargo de comando na agência reguladora do setor aéreo. Na edição de ontem (12/08), o jornal O Estado de S.Paulo publicou reportagem mostrando que Denise orientou as companhias aéreas a reagirem às medidas do Conselho de Aviação Civil (Conac) para desafogar o Aeroporto de Congonhas. A diretora nega que tenha orientado ou estimulado a reação das empresas. Já o ministro da Defesa, Nelson Jobim, anunciou que examinará o caso hoje.
   
A convocação de Denise no Senado foi motivada pela acusação do brigadeiro José Carlos Pereira, ex-presidente da Infraero, de que a diretora tentou favorecer um amigo, Carlos Ernesto Campos, da Tead Terminais Aduaneiros, em uma tentativa para transferir o serviço de transporte de cargas dos Aeroportos de Congonhas e Viracopos, em Campinas, para o de Ribeirão Preto. Agora, com a denúncia de que Denise teria estimulado a reação das empresas, os senadores cobrarão explicações.
 
Fonte: Yahoo Notícias /  Agência Estado

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato