fbpx

ANS lançou o projeto Sistema de Indicadores Hospitalares (SIHOSP) com hospitais de redes particulares

‘Vamos tentar aprovar a reforma administrativa antes do fim do ano’, diz Guedes
12 de novembro de 2021
Sinagências recebe membros da nova gestão da ASANM
12 de novembro de 2021

imagem da internet

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) iniciou a fase de testes do sistema de indicadores hospitalares (SIHOSP), uma plataforma de coleta de dados, onde o desempenho e a qualidade dos hospitais participantes do projeto-piloto que atuam com planos de saúde serão acompanhados e avaliados. Desde o dia 1º de novembro, o sistema está liberado para o cadastramento de todos os hospitais que atuam na saúde suplementar e tenham interesse. Cerca de 360 hospitais creditados foram convidados para aderir ao programa.

Segundo a Agência, a iniciativa é mais uma etapa do Programa de Monitoramento da Qualidade da Assistência Hospitalar, criado para analisar e dar visibilidade a dados sobre a prestação dos serviços assistenciais e à gestão de hospitais na saúde suplementar.

De acordo com o diretor de Desenvolvimento Setorial substituto, Cesar Serra, ao disponibilizar dados sobre o desempenho dos hospitais, a ANS dá importante passo para incentivar a competição em qualidade no setor. “A escolha de um plano de saúde normalmente passa pela percepção de qualidade da rede de prestadores oferecida. A maior transparência nos indicadores voltados à qualidade da atenção à saúde empodera o consumidor e dá os incentivos corretos para o desenvolvimento do mercado”, destacou Serra.

Indicadores Hospitalares –  Serão avaliados 14 indicadores, 10 são obrigatórios, capazes de mensurar a efetividade, a eficiência e a segurança da assistência prestada aos beneficiários pelos hospitais vinculados aos seus planos de saúde. Os indicadores de efetividade referem-se aos desfechos associados aos procedimentos realizados e à adesão de protocolos institucionais validados. Os de eficiência avaliam a qualidade e agilidade dos processos, buscando grau máximo de cuidado efetivo com os recursos disponíveis e os indicadores de segurança do paciente avaliam as estratégias para evitar danos desnecessários.

O início da coleta de dados será em janeiro de 2022 e os hospitais participantes vão informar os dados do painel geral de indicadores mensalmente. A ANS fará análises dos resultados preliminares semestralmente e divulgação anual. A divulgação dos resultados preliminares  está prevista para junho de 2022.

Programa de Monitoramento da Qualidade da Assistência Hospitalar –  O programa é composto por três etapas de avaliação, sendo elas:

1- seleção dos hospitais, levando em consideração aqueles que já tem considerável nível de organização de processos internos e de experiência com coleta de dados em razão de seus selos de qualidade; 2- Análise dos resultados dos indicadores gerais e 3- Avaliação de indicadores relacionados às cinco linhas de cuidado que refletem as mais frequentes causas de morbimortalidade hospitalar, sendo elas:

  • Linha de cuidado de Acidente Vascular Cerebral
  • Linha de cuidado de Doença Coronariana Aguda
  • Linha de cuidado de Sepse
  • Linha de cuidado de artroplastia de quadril
  • Linha de cuidado de câncer de mama e câncer de próstata

 No portal da ANS, estão disponíveis todas as informações sobre os Programas. Acesse aqui!

Fonte: Ascom/Sinagências

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp chat