fbpx
ANVISA SUSPENDE 130 PRODUTOS SEM REGISTRO
29 de junho de 2007
Bancada do PCdoB na Câmara Federal recebe pauta de reivindicações da categoria
29 de junho de 2007

O Sinagências realizou durante os dias 25, 26 e 27/06 a primeira reunião da nova Diretoria Executiva Nacional (DEN) do sindicato, em Brasília. O evento contou com a participação de 21 diretores de todo país. A abertura do encontro foi marcada pela participação de Flávio Tonelli Vaz, assessor técnico da Liderança do PCdoB e membro do corpo técnico do DIAP – Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar.

Em sua apresentação, Flávio falou sobre o cenário político e econômico do atual Governo. “Hoje existem dois pontos que devem ser observados. O primeiro é a continuidade de uma política econômica restritiva que prioriza o controle inflacionário e altas taxas de juros. O outro ponto é uma grande expansão da economia que possibilita um crescimento superior a outros momentos anteriores”, explicou.

De acordo com o assessor, o atual cenário gera ações por parte do governo, que não atendem aos servidores de carreiras, como os das agências reguladoras: a contenção das despesas de pessoal e a vinculação do salário mínimo ao PIB de dois anos atrás.

Durante o discurso, Flávio ainda chamou a atenção para o que vem ocorrendo no universo sindical. “Muitas entidades sindicais não conseguiram fazer enfrentamentos com o Governo, o que ocasionou o não cumprimento de agendas favoráveis aos trabalhadores. Além disso, a reforma sindical não é agenda do momento. Há espaço para negociação, mas a política fiscal impede que o governo atenda as reivindicações”, ressaltou.

O assessor também garantiu que devido a atual conjuntura é papel do sindicato buscar apoio em parlamentares para que debates relevantes à categoria sejam levantados. “A reforma política que está vindo afetará o setor público. Vocês precisam levar ao parlamento soluções para os problemas. A receptividade será diferente. Esse papel é de vocês”, finalizou.

O presidente do Sinagências, João Maria Medeiros de Oliveira deu continuidade a reunião ressaltando a importância e o objetivo do encontro. “Aqui, precisaremos definir a linha política que o sindicato irá tomar, para construirmos a inserção do quadro das agências na sociedade como um todo. Vamos buscar a visão que nos interessa, para a partir daí, definirmos nossos parceiros”.

Em seguida, o diretor de relações institucionais do sindicato, Renato Lima, levantou discussão sobre o Projeto de Lei 3337/2004 e apresentou o que em sua opinião, seriam pontos positivos e negativos do PL, na busca do sindicato definir um posicionamento em relação ao documento. O diretor ainda apresentou uma nota de repúdio ao projeto, elaborado por ele e que poderia ser enviado ao Governo. Após ressalvas feitas pelos diretores presentes foi decido que uma comissão fosse instaurada para se responsabilizar a modificar a nota de acordo com ponderações feitas e aprovadas na reunião. Assim que o documento ficar pronto deverá ser apresentado a toda DEN.

Dando continuidade à pauta da reunião do dia 25, os diretores Renato Lima e Marília Cunha – diretora de administração – informaram aos presentes sobre a participação do Sinagências na reunião do fórum de Recursos Humanos das Agências, realizada no dia onze de junho, e sobre a audiência pública que será realizada na Câmara dos Deputados. “Na reunião dos RHs, apresentamos o sindicato, as demandas presentes e nossas reivindicações. Já em relação a audiência pública contamos com o apoio do deputado federal Daniel Almeida (PCdoB/BA) e provavelmente será em agosto. Por isso, precisaremos definir os temas que vamos abordar e defender”, explicou Marília.

O primeiro dia de encontro também foi marcado por informes relativos à nova sede do sindicato – a mudança deverá ocorrer em agosto, reorganização do site e novas ferramentas a serem implantadas no mesmo, além de explicações sobre convênios.

“A diretoria social precisa da ajuda dos diretores de todos os estados, para que convênios sejam fechados em todo o país. É importante, também, oferecermos aos nossos filiados opções de lazer”, concluiu Geraldo Marques – diretor de políticas.

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato