fbpx
Diretor da ANS que omitiu currículo pede renúncia do cargo
3 de outubro de 2013
Relator quer incluir novas categorias na lei de carreiras típicas de Estado
8 de outubro de 2013

O custo da chamada de celular no Brasil é o mais caro do mundo, segundo relatório divulgado na segunda-feira (7) pela ITU (União Internacional de Telecomunicações), da ONU.

O minuto da ligação entre uma mesma operadora fora do horário de pico custa US$ 0,71 no país. Entre operadoras diferentes, a tarifa sobe para US$ 0,74.

No caso das chamadas feitas por números da mesma operadora, a tarifa mais baixa encontrada foi de US$ 0,01 o minuto, em Hong Kong e na Índia. Nos Estados Unidos, por exemplo, o custo é de US$ 0,27.

A tarifa no Brasil é mais que o dobro de outros países da América Latina, como Argentina e México, onde o minuto, em ambos, custa US$ 0,32.

Em relação às ligações feitas entre operadoras diferentes, a menor tarifa encontrada foi de US$ 0,01, em Hong Kong. A segunda menor é de US$ 0,02, da Índia. Também considerando as chamadas feitas fora do horário de pico.

O levantamento considerou 161 países e, no Brasil, utilizou as tarifas médias praticadas em São Paulo.

AS MAIS CARAS

Ligação entre números da mesma operadora

País Custo* do minuto em US$
Brasil 0,71
Nova Zelândia 0,70
Suíça 0,68
Grécia 0,58
França 0,56
Reino Unido 0,56

* fora do horário de pico

Ligação entre números de operadoras diferentes

País Custo* do minuto em US$
Brasil 0,74
Nova Zelândia 0,70
Suíça 0,68
Argentina 0,63
Grécia 0,58

TECNOLOGIA

No resultado geral, apresentado pelo relatório, que revela o quanto os países estão preparados para usar as tecnologias de comunicações, o Brasil fica em 62º lugar, atrás de países como Grécia (32º), República Tcheca (34º), Arábia Saudita (50º) Argentina (53º) e Costa Rica (60º).

Os primeiros colocados foram Coreia, Suécia e Islândia, nesta ordem. E os últimos foram Chade (155º), República Centro-Africana (156º) e Níger (157º).

Fonte: Folha de São Paulo

 

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato