fbpx
Agências renovam diretorias e governo quer indicar aliados
8 de fevereiro de 2008
Sinagências e sindicalistas de vários segmentos se reúnem com o Ministro do Planejamento
10 de fevereiro de 2008

No dia 1º de fevereiro, o Sinagências se reuniu com a Chefia de Gabinete da Anvisa para discutir os vários problemas que os servidores encontraram na nova sede. Na reunião, foram enumerados os seguintes problemas:

– Mudança de certas áreas da Anvisa para a nova sede no SIA, antes mesmo do término da obra;
– Falta de linhas de transporte público que atenda a região adequadamente;
– Falta de estacionamento adequado na área pública; 
– Furtos e avaria em veículos; 
– Assédios às mulheres, sofridos nas imediações da agência, causando medo e insegurança 
– Dificuldade para se deslocar na hora do almoço, além da falta de restaurantes próximos e de qualidade. 
– Local congestionado por caminhões, vias públicas em reformas, trânsito de pedestres sem condições: falta de calçada, barro, obstáculos e os caminhões estacionados dos dois lados da pista; 
– Problemas nos sistemas de informática, dificultando o desenvolvimento dos trabalhos, impossibilitando, diminuindo ou até impedindo a produtividade das áreas e principalmente dos servidores; 
– Sistema de refrigeração barulhento, temperatura muito baixa, causando desconforto; 
– Inexistência de caixa eletrônico dos bancos; 
– O sentimento causado nos servidores em relação aos últimos informes da Anvisa via Intranet.

A Srª. Alúdima de Fátima, chefe de gabinete da agência, afirmou que houve dificuldade em conseguir um terreno para a construção da sede definitiva ou, até mesmo, a compra de um prédio para a Agência. De acordo com a Srª. Alúdima, a Anvisa procurou por cerca de um ano e meio algumas destas opções, mas sem resultado. Desta forma, a proposta mais adequada para o momento, foi à locação de um prédio no SIA. Entretanto, claramente o prédio não estava pronto para comportar os servidores da Agência. E segundo a chefe de gabinete, os motivos da mudança para um prédio sem as condições necessárias para abrigar os servidores, foram: a falta de segurança estrutural nos prédios, em especial o da Sede I (515 Norte), que tem capacidade para 700 pessoas e estava com aproximadamente 1000 (mil); as dificuldades em administrar três locações; a comunicação física e lógica entre as mesmas; a falta de segurança dos dados, entre outros.

Quanto ao transporte público este é um dos grandes problemas da nova sede. De acordo com a Anvisa, em janeiro, a Agência tornou a pedir ao setor responsável no GDF, melhorias no atendimento da região, os quais se comprometeram apresentar algumas possibilidades para facilitar o acesso. Até o momento as vias de acesso ao SIA estão sendo duplicadas e existe a expectativa de nós próximos dias ter uma linha de ônibus com trajeto SIA – Plano Piloto.

Outro problema é o estacionamento. Para tal, a Anvisa está disponibilizando uma área na CONAB, com capacidade aproximada de 300 vagas. Ao término das obras da nova sede da Anvisa, serão disponibilizadas mais de 400 vagas internas para estacionamento.

Quanto à falta ou sensação de insegurança no setor, a Anvisa declarou que já contactou o comando e o departamento de polícia da região para execução de rondas nos horários de entrada e saída de expediente. Além disso, está em tramitação um convênio para instalação de um Posto Avançado anexo à Anvisa. Nos próximos dias, os sistemas de segurança da Anvisa irão monitorar as áreas externas da agência. A idéia é inibir ações ilícitas nas áreas junto à agência, visto que imagens poderão ser recuperadas caso de possíveis ocorrências.

Outro ponto debatido na reunião foi sobre o restaurante. Segundo a Chefia de Gabinete, o projeto para licitação do restaurante já está pronto. Entretanto, o tramite deve se estender ao longo ano, visto que o prédio onde está projetado tal espaço somente estará concluso no último trimestre de 2008. De imediato, o que a Agência oferecerá aos servidores são mais 20 (vinte) microondas e mais 1 (uma) geladeira. Em breve, serão disponibilizados na Intranet, os pontos de alimentação no SIA, informando endereços, cardápio e preços.

Sobre o barulho do sistema de refrigeração, a Anvisa afirmou que está instalando abafadores. Até o fim da próxima semana, este problema deve ser resolvido. A temperatura está sendo regulada para ser mantida conforme as normas da ABNT.

Os problemas nos sistemas da agência, mesmo com a ampliação da capacidade e velocidade, foram analisados e resolvidos pelo menos por enquanto, pelas áreas envolvidas (Serpro e Anvisa). Segundo a Chefia de Gabinete, a licitação de compra de 1600 computadores novos foi concluída, estando apenas aguardando a liberação do orçamento para a primeira entrega (de 800 máquinas). Para a instalação dos caixas eletrônicos, a agência aguarda resposta do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, que deram uma previsão de 60 dias para resposta.

Além destes pontos, a Anvisa informou que estará retomando o Projeto de Qualidade de Vida e Saúde do Trabalhador na nova Sede no SIA.

Informes na Intranet

Os informes na Intranet também foram discutidos na reunião. Sobre o informes, a chefe de gabinete admitiu que a forma de redação empregada na matéria não foi apropriada e que tais informes serão repensados.

Sobre a mudança

A Anvisa disponibilizou o e-mail (mudanca@anvisa.gov.br) para que os servidores possam encaminhar todo e qualquer problema que estejam encontrando na nova sede. De acordo com a Srª. Alúdima de Fátima, a Agência se compromete em discutir e tentar solucionar todos os problemas.

Opinião do Sinagências

O Sinagências entende que a mudança foi intempestiva. Não foram levados em consideração vários fatores, o que acabou causando, com razão, um descontentamento nos servidores que estão lotados na nova sede. E, problemas estes, que podem se agravar com a chegada de mais servidores das sedes I e II.

Neste momento, as ações da Anvisa são apenas paliativas, não resolvendo, definitivamente, os problemas em questão. Diante disto, o sindicato acompanhará o andamento das obras, da infra-estrutura oferecida e o cumprimento dos seus prazos. O Sinagências lembra aos servidores, que seu propósito de criação foi pela luta e bem estar de todos e está sempre aberto para receber os anseios e preocupações da categoria. Sabemos que todo processo de mudança causa um desconforto, ações estão sendo tomadas para termos um ambiente mais agradável, mas não podemos perder o foco de ter uma sede própria e adequada para a Anvisa.

Sua filiação é importante para o fortalecimento de toda a categoria!
Clique aqui e filie-se ao Sinagências

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato