fbpx

Governo chama o Sinagências para discutir a situação da greve dos servidores

COM A PARALISAÇÃO, FALTAM FISCAIS PARA LIBERAR EQUIPAMENTOS E REMÉDIOS IMPORTADOS QUE ESTÃO RETIDOS NOS PORTOS E AEROPORTOS
24 de abril de 2006
PROPOSTA PODE SUSPENDER GREVE DA ANVISA EM TODO O PAÍS
25 de abril de 2006
Audiência com o governo vai até às 22 horas e o Comando de Greve do Sindicato discutiu, até às 3 horas desta madrugada, a posição do governo
Após 13 dias de silêncio, o governo chamou a direção do Sinagências para discutir a situação da greve dos servidores das agências reguladoras. O Governo nos apresentou a proposta anexo (clique no link abaixo para ver o documento na integra).
Após a reunião, o Comando Nacional de Greve do Sinagências foi para a sede do Sindicato para discutir o posicionamento do Governo. Os trabalhos foram estendidos até às 3 horas da madrugada.
Hoje, em Guarulhos, às 13 horas, será realizada a primeira Assembléia Estadual para discutir a posição do Governo, com a presença do presidente do sindicato. Os demais Estados estarão realizando suas assembléia em seqüência para discutir a posição do Governo. Nota Oficial da Diretoria Executiva Nacional sobre a posição do Governo será divulgada até o final da tarde.
Sinagências promove reunião com o setor regulado
O gabinete do senador Sérgio Zambiasi (PTB/RS) foi, na tarde de ontem (24/04), o ambiente acolhedor de uma reunião de trabalho entre o Comando Nacional de Greve do Sinagências, dirigentes de alguns órgãos reguladores e representantes dos setores regulados pelas agências, em especial da indústria farmacêutica. Após cada segmento tratar do assunto sob sua ótica, o senador telefonou para o ministro Paulo Bernardo (Planejamento, Orçamento e Gestão) e pediu a intercessão do ministro no sentido de ampliar a negociação com a categoria no intuito de terminar a greve o mais rápido possível.
O desejo do setor regulado é o mesmo do Sinagências e dos representantes das agências presentes à reunião: que a greve termine já, pois os prejuízos econômicos já começam a aparecer, especialmente nos portos e aeroportos fiscalizados pela ANVISA. Para que isso aconteça, disse o presidente do Sindicato, João Maria Medeiros de Oliveira, é preciso que o governo sinalize que deseja resolver todos os problemas envolvendo os recursos humanos das agências reguladoras.
Ficou agendada uma segunda reunião de trabalho entre o Sinagências e o setor regulado para a próxima quinta-feira, às 11h, no gabinete do senador, onde será feita a avaliação das negociações da semana, em especial sobre a proposta do governo para o fim da greve.

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato