fbpx

Enterros dos cargos comissionados técnicos da ANS e da Anatel marcaram o ato simbólico do Rio de Janeiro hoje (10/8)

Cumprimento de decisão liminar do STJ contra a greve na Anvisa
9 de agosto de 2012
Diretor do Sinagências concedeu entrevista ao SBT no Aeroporto de Viracopos (Campinas/SP)
10 de agosto de 2012

Rio de Janeiro, 10 de agosto de 2012 – Dois atos público foram realizados ontem (9/8) e hoje pelos servidores públicos federais das Agências Reguladoras e DNPM no Rio de Janeiro.

Um dos maiores atos simbólicos realizados pelos servidores públicos federais das Agências Reguladoras e DNPM foram as cruzes colocadas em frente a Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS hoje (10 de agosto de 2012). Segundo os servidores as cruzes simbolizam cada servidor de carreira que foi exonerado do cargo comissionado em função do exercício de seu direito à greve.

Ganhou destaque também a alegoria elaborada pelos servidores da Agência Nacional de Telecomunicações – ANATEL, um caixão decorado com aparelhos telefônicos e colocado no carro de som do SINAGÊNCIAS, significando que o Governo Dilma não está se comunicando com os servidores públicos federais grevistas.

O enterro simbólico da Anatel, com o epitáfio Dilma na cruz, é para marcar o momento histórico lamentado pelo movimento sindical brasileiro frente às medidas que ferem de morte o direito à greve no serviço público federal, face à publicação do Decreto dos sete erros (Decreto 7.777/2012) que prevê a substituição de servidores federais por servidores estaduais e municipais.

Outro grande ato em forma de passeata aconteceu no Rio de Janeiro ontem (9 de agosto de 2012) na Av. Rio Branco, que fechou toda a avenida, com participação expressiva das Agências Reguladoras e DNPM.

Carlos Zenao – Ouvidor Geral Adjunto do Sinagências e diveresos servidores das Agências Reguladoras e DNPM

A manifestação marcou o Dia Nacional de Lutas dos servidores federais em greve no Rio de Janeiro, na Candelária, reunindo mais de 5 mil manifestantes de diversos órgãos e categorias. Também estavam presentes servidores das Universidades Federais por uma eduação melhor à população e pela valorização dos professores brasileiros, da Fiocruz, de diversos ministérios, além de alunos do Colégio Pedro II.

Os mais de 200 servidores das dez Agências Reguladoras e do DNPM tiveram grande e importante participação na manifestação, fechando o cortejo, que fechou completamente as 5 pistas da Avenida Rio Branco ao longo de todo o trajeto, culminando com discursos dos manifestantes na Cinelândia e com a ocupação das escadarias da Câmara dos Vereadores.

Ao fim da manifestação, os servidores das dez agências reguladoras federais e do DNPM ocuparam as escadarias do Theatro Municipal e entoaram o hino nacional.

Assessoria de Imprensa – Sinagências, com colaborações de Gil Oliveira – Ancine.

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato