fbpx

ATO PÚBLICO no Rio emociona e reafirma a dignidade e solidariedade na Regulação Federal

Senador Gim Argello no apoio aos Reguladores Federais
9 de maio de 2013
Sinagências ajuíza ações para atualização monetária das parcelas do reajuste de 28,86%
10 de maio de 2013

Avenida Rio Branco, dia 9 de maio, meio dia e quinze, em frente à sede da ANP no Rio de Janeiro. Servidores de todas as agências, vestidos de preto, aguardam o início da manifestação. Presentes estavam os servidores de todas as entidades. Diversos discursos em defesa da regulação foram feitos.

A coragem dos servidores que não se dobram diante de pressões de seus superiores em defesa de sua autonomia funcional, fazendo aquilo que julgam certo e consoante com o interesse público foi enaltecido.

O sofrimento anônimo e silencioso daqueles que sucumbiram diante do autoritarismo e intransigência de gestores que, covardemente, utilizam-se da discricionaridade do poder para punir servidores que não se submetem a atos improbos foi lembrada.

Após um longo minuto de silêncio em deferência a todo sofrimento, isolamento, sentimento de vergonha e fracasso sentidos por todos aqueles que já passaram por alteração de lotação sem prévia anuência, uma certeza ficou clara. Que a partir de agora os servidores assediados não estarão mais sozinhos. A cada caso de punição sem possibilidade de defesa prévia, não será apenas um servidor transformado em vítima. Seremos todos nós.

E com a mesma disposição que demonstram hoje os servidores de carreira da regulação nas ruas em defesa da dignidade, ética e compromisso com o interesse público, estaremos novamente reunidos onde quer que seja necessário para defender os valores que nos caracterizam como verdadeiros servidores deste país.

Vamos erguer nossas cabeças. Saibam todos os gestores, diretores e autoridades das agências reguladoras que, a partir de hoje, ao punir injustamente um servidor, estarão punindo também todos os servidores da regulação federal.

Iniciamos a defesa da dignidade e autonomia de nossa carreira. Vamos ao Judiciário, vamos denunciar, vamos utilizar todas as formas de defesa disponíveis. Chegou ao fim a era do sofrimento silencioso.

A partir de hoje somos todos um só, em defesa de uma regulação livre de captura, grupos criminosos e atos contrários ao legítimo exercício da atividade regulatória em defesa dos interesses da sociedade.

Ao som do Hino Nacional, teve fim a manifestação.

Fonte: Assetans

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato