fbpx

1º de maio: dia de festejar; celebrar a memória dos que batalham e reafirmar as lutas por dignidade e justiça

Sinagências assegura pagamento de adicional de periculosidade para os servidores do DNPM
29 de abril de 2013
Convite Damha Urbanizadora
30 de abril de 2013

Nós, trabalhadores, comemoramos o 1º de Maio com festa, sim. Por tudo que conseguimos avançar, com suor e luta, em termos políticos, econômicos e sociais, em cultura e lazer.

Mas fazemos do 1º de Maio um dia de reflexão. Afinal é uma data para homenagear os que tombaram e a todos que lutaram e continuam enfrentando a exploração da força de trabalho pelo Capital em busca do nosso bem-estar e de nossos familiares.

É também uma ocasião para reavaliarmos nossas ações e traçarmos nossas futuras batalhas para avançar por mais qualidade de vida e trabalho e para construção de uma sociedade justa, democrática e solidária.

Por isso, neste ano fundamental para os reguladores federais, o 1º de maio é revestido de significados, principalmente quando iniciamos a Campanha Salarial 2013. O governo nos deve uma resposta e vamos para cima cobrar, fazendo valer a nossa justa pauta de reivindicações.

Para a gente nunca esquecer!


O Dia do Trabalhador foi instituído para simbolizar a luta dos trabalhadores ao longo da história por melhores condições de trabalho e de vida. O 1ª de maio foi escolhido porque marca a greve e as grandes manifestações realizadas em 1886 por trabalhadores na cidade americana de Chicago.

Os grevistas protestavam contra as condições desumanas de trabalho e a carga horária de trabalho que atingia até 13 horas diárias. Como acontece ainda em muitos locais, o movimento foi indevidamente criminalizado e a polícia entrou em confronto com os trabalhadores em defesa dos patrões e do Capital, resultando na morte de diversos manifestantes. Foi a Revolta de Haymarket.

Instituído na França em 1889, por socialistas e trabalhistas durante congresso da Segunda Internacional, o Dia do Trabalhador foi adotado por dezenas de países. No Brasil, a data foi consolidada em 1924 no governo de Artur Bernardes.

Dia do Trabalhador é, portanto, data para comemorarmos, sim, as vitórias. Mas é também para reafirmarmos os propósitos dos que iniciaram e realizaram as lutas e celebrarmos a memória dos que tombaram pelos sonhos de dignidade e justiça.

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato