quinta-feira, novembro 15

Conselheiro da Anatel, Otávio Luiz Rodrigues, recebeu presidente do Sinagências

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Modelo Regulatório e  melhoria no  alcance social foram debatidos

O presidente do Sinagências, Alexnaldo Queiroz foi recebido, na tarde desta terça-feira (04) na sede da Anatel, em Brasília,  para uma audiência com o Conselheiro, Otavio Luiz Rodrigues.

Na pauta de assuntos tratados, a apresentação da nova gestão do sindicato, o projeto de regulação Nacional Forte, “Campanha Ciclo de Gestão Já”, modelo regulatório e alcance social foram debatidos.

A entidade foi buscar apoio  institucional  do conselheiro para a viabilização de seus pleitos junto à categoria no fortalecimento da Regulação.  A sinalização do senhor Otavio Luiz neste sentido foi positiva.

Logo no início de sua fala, o presidente Alexnaldo Queiroz agradeceu a disposição do conselheiro em receber o Sindicato, falou sobre as ações que a atual gestão Unidade na Regulação tem realizado ao se pautar pela governança técnica desde que assumiu a direção da entidade e destacou a necessidade da construção deste que é um projeto coletivo entre entidades e as Agências  para pensar sobre uma Regulação Forte, seus impactos  e  o entendimento social sobre o tema.

Segundo Alexnaldo Queiroz, a regulação é relevante para o país , mesmo que haja ruídos na comunicação e esforços estão sendo feitos,  “um esforço coletivo que está ocorrendo entre as Agências e a Casa Civil são os estudos de impacto regulatório, que fundamentados excluem as falhas de governo na regulação e tiram suspeitas. Precisamos amadurecer essa perspectiva e alcançar a sociedade ”,  comentou  o presidente do Sinagências.

Em sua fala, o conselheiro Otavio Luiz  validou a importância dos pleitos, declarou apoio às pautas e ao diálogo para fortalecer o Projeto de Regulação Nacional. “A pauta que o Sindicato traz não nos é indiferente e nem alheia a nossa visão, tanto no sentido pessoal, como no sentido do conselho da Anatel, são legítimas,  e concordamos com todas”, declarou  Otavio Luiz.

Ainda destacou que há uma preocupação grande em se pensar tal modelo e isso passa também pela recuperação em reafirmar a legitimidade social que está enfraquecida no campo das Agências, bem como melhorar a qualificação técnica dos servidores que são  imprescindíveis neste processo.

Reafirmou ao final sobre a importância em haver esta afinidade de ação com o sindicato em batalhar no campo institucional  tais questões e possibilitar melhor entendimento social sobre os impactos regulatórios e as decisões das Agências.

Fonte : Ascom/Sinagências

Share.

Comentários desabilitados.