domingo, setembro 23

ELEIÇÕES 2018 – bate papo com candidato ao Senado, Marcelo Neves

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

ELEIÇÕES 2018 – Candidato ao Senado, Marcelo Neves debateu com membros da DEN os pleitos defendidos pelo Sinagências

 

O candidato a Senador por Brasília, Marcelo Neves (PT) foi recebido nesta quinta-feira (13), na sede do Sinagências, pelo presidente da entidade, Alexnaldo Queiroz, o secretário-geral, Fábio Rosa e o diretor de políticas públicas, Luis Bernardo Bieber na agenda institucional que o Sindicato tem realizado, em conversas com os postulantes a cargos eletivos das eleições 2018.

Durante a agenda, como geralmente tem feito com todos os candidatos, de diferentes partidos, o presidente do Sinagências falou sobre as pautas que a categoria da regulação deseja que os futuros parlamentares eleitos apoiem.

Alexnaldo explicou o pleito pretendido pela categoria da equiparação com as carreiras do Ciclo de Gestão, da valorização dos servidores que trabalham em regulação e sobre o papel e importância do setor em âmbito nacional e sua contribuição no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

Também destacou a necessidade dos próximos candidatos eleitos em compreenderem melhor o papel das Agências Reguladoras (AR’s) e ações para alcançar o fortalecimento da autonomia técnica e orçamentária das Agências, principalmente no Senado, que neste âmbito é quem sabatina os indicados para os cargos diretivos.

Em sua fala, o candidato ao senado, também ex-conselheiro do CNJ, defendeu que ações devem ser feitas para evitar à ‘captura’ das Agências de ‘atores do mercado’. Para Marcelo Neves, tal questão não ocorre somente no Brasil, mas também, em países do exterior e segundo ele, o ambiente político atual torna mais permissivo esta prática na escolha nos cargos diretivos.

Neste âmbito, o postulante a uma das duas vagas em jogo disse defender perfis técnicos para direção das AR’s e apoiar os pleitos pretendidos pelo Sinagências. “As pessoas precisariam compreender melhor a função do corpo técnico dentro das Agências e os tomadores de decisões se orientarem pelos pareceres em prol do interesse comum,” comentou.

Ainda durante o debate, que também contou com a participação de membros da Associação da ANM (Asanm) e participação virtual de membros da Univisa, e diretores do Sinagências que residem fora de Brasília, outros temas como análise de conjuntura política, propostas no campo da educação e saúde e melhorias em capacitação de servidores também foram debatidos.

A live completa você pode rever aqui.

Fonte : Ascom/Sinagências

Share.

Comentários desabilitados.