segunda-feira, maio 21

ANTT recebe Sinagências para tratar ruídos nas relações institucionais entre servidores e coordenadores

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Denúncias dos servidores da falta de cordialidade e assédio moral por parte dos supervisores foram temas tratados

O Diretor Geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Mário Rodrigues Júnior, recebeu na tarde de quinta-feira (19), o presidente do Sinagências, Alexnaldo Queiroz e o diretor de relações institucionais, Wagner Dias, para uma reunião na sede da Agência.

Na pauta da audiência, a nova gestão Unidade na Regulação se apresentou e falou das suas diretrizes e tratou principalmente de demanda dos servidores relacionada a falta de cordialidade no tratamento institucional de gestão, que coordenadores têm exercitado para com o servidores em suas funções.

Através de denúncias dos filiados e servidores, o Sinagências constatou que esse contexto de tratamento desrespeitoso infelizmente acontece em âmbito nacional e durante a reunião, exemplos de situações do que está ocorrendo principalmente nas áreas de fiscalização na própria sede e em outras regionais como a do sudeste, serviram para esclarecer o tipo de postura e conduta atual que os gestores têm exercido perante os seus subordinados.

Os servidores detalham falta de respeito e ‘perseguições’ que têm sofrido. O Sinagências teve acesso a áudios com tratamentos extremamente indelicados, entre ofensas e humilhações.

Os servidores também relatam os ruídos no processo de comunicação para efetivação de demandas, denúncias de assédio moral, falta de respeito e sátiras cotidianas, boicote no uso da já escassa infraestrutura no trabalho e a insegurança ao final de seus respectivos horários de trabalho, entre outras questões.

“O problema da comunicação e da falta de cordial diálogo está em todos os setores e começa da superintendência até os setores abaixo. Ficou bem claro para nós do Sinagências ameaças diretas. Ninguém merece ser humilhado”, declarou o presidente do Sinagências.

Segundo Alexnaldo Queiroz, o sindicato irá formalizar em laudo técnico de tais questões à Agência com sugestões também para melhorar. Fatos isolados serão apresentados para a direção da ANTT e a Comissão de Ética analisarem. Atualmente a agência têm servidores que estão psicologicamente afetados por tais situações.

SOLUÇÕES – No intuito de dirimir tais questões; o Sinagências sugeriu que fosse montado um grupo de trabalho em que a Gestão, a Comissão de Ética, e as entidades representativas dos servidores (Sinagências, Aner e Asseantt) se organizam para ajustarem melhorias em capacitações e normas internas.

Neste âmbito terem o respaldo da direção sobre a interpretação destas normas internas da Agência, para que a mesma não fique tão ou muito no âmbito interpretativo pessoal do coordenador ou superintendente, que o entendimento sobre a normativa seja nacional, partindo da direção da Agência, algo mais objetivo do que subjetivo.

Ao final da audiência, o Diretor da ANTT, Mário Rodrigues se mostrou aberto a ouvir as reivindicações e os relatos que o sindicato levou a reunião. Disse que a partir da próxima semana irá se reunir com coordenadores e superintendentes e irá observar também o contraditório, ainda destacou eu esse tipo de tratamento é inaceitável.

“Iremos mapear tudo que os senhores estão falando. Também envolverei toda a diretoria, o servidor assim como o sindicato terão nosso apoio total e daremos uma resposta a esta questão. É incabível esse tipo de tratamento ocorrido”, finalizou o diretor geral da ANTT.

 

Fonte : Ascom/Sinagências

Share.

Comentários desabilitados.